UFSC

A equipe técnica do CASEP de Curitibanos reuniu-se com as professoras Mônica Aguiar e Elis Borcioni, da Universidade Federal de Santa Catarina Campus de Curitibanos, para discutir e alinhar a metodologia de aplicação de dois projetos firmados com a Unidade, para horta solidária e educação em foco/cinema itinerante. Ambos os projetos serão executados durante todo o ano com os socioeducandos do CASEP, se estendendo às famílias.

O cinema itinerante visa permitir trocas culturais, históricas e artísticas utilizando a arte como ferramenta educativa e contributiva no processo socioeducativo, permitindo aos adolescentes momentos de lazer e aprendizagem. Os encontros irão acontecer mensalmente na Unidade conforme cronograma.

O projeto horta tem como objetivo a aprendizagem sobre alimentação saudável, cultivo de hortaliças desde a preparação da terra, compostagem, plantio até a colheita, manipulação e reaproveitamento de alimentos. Os encontros acontecerão quinzenalmente  através de oficinas práticas e teóricas.

As parcerias em projetos têm extrema relevância social, pois agregam conhecimento e trocas culturais para ambas as instituições envolvidas, contribuindo para o processo de ressocialização dos socioeducandos.

Congresso 1

Aconteceu nos dias 08 e 09 de junho 2022, o Congresso do Conselho da Comunidade, em Criciúma. O evento contou com a presença da Juíza da Vara de Execução Penal da Comarca de Criciúma Dra. Débora Driwin Zanini, do Promotor de Justiça da Comarca de Criciúma Jadson Javel Teixeira, do Comandante do 9º BPM de Criciúma, Tenente-coronel Sandi Murís de Medeiros Sartor e de Diretores de diversas Unidades da SAP da Região Sul.

Os Diretores da SAP presentes apresentaram os projetos laborais, educacionais e oficinas nas Unidades Prisionais do Sul e Unidade Socioeducativa de Criciúma, Região Sul.

O Case apresentou o trabalho realizado em suas oficinas de marcenaria, bambu, horta e jardinagem, costura, informática, meliponincultura (abelhas), com exposição de peças produzidas pelos adolescentes.

Ressaltado no ato também a importância da escolarização e cursos em parceria com o CIEE, que fornece certificado para materializar a oportunidade do egresso no mercado de trabalho.

Congresso

DIA MUNDIAL SEM TABACO NO CASEP DE SÃO JOSÉ DO CEDRO


No dia 31 de maio, a Organização Mundial da Saúde celebra o Dia Mundial sem tabaco. A campanha é uma oportunidade para aumentar a conscientização sobre os prejuízos do tabaco e desencorajar seu uso em qualquer forma. Além disso, objetiva lembrar o papel fundamental que os pulmões desempenham na saúde e no bem-estar de todas as pessoas.

O tabagismo é responsável direto por mais de 80% dos casos de câncer de pulmão e mais de uma dezena de outros tipos de câncer, como esôfago, estômago, pâncreas, rim, bexiga, boca, laringe, faringe, garganta e mama. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é a principal causa de morte evitável no mundo, com mais de 10 mil óbitos por dia.

O cigarro é composto por cerca de 4.700 substâncias tóxicas. Apresenta uma fase particulada (composta pela nicotina e pelo alcatrão) e uma fase gasosa (formada por monóxido de carbono, amônia, dentre outros). Como consequência da combustão do tabaco, essas substâncias tóxicas estão presentes na fumaça de cigarro, cachimbo, charuto, narguilé ou fumo-de-corda. Portanto, não existe forma e quantidade segura de consumo de tabaco.

Pensando na importância da data, o Casep de São José do Cedro realizou uma palestra aos socioeducandos da Unidade. Na ocasião foram abordados assuntos como os perigos para a saúde causados pelo tabaco e sobre a dependência. Ressaltou-se ainda que, além de causar mal a quem inala diretamente a fumaça do tabaco, os malefícios são estendidos também aos não fumantes, incluindo crianças, que acabam se tornando fumantes passivos.

Os adolescentes também foram orientados sobre os benefícios de parar de fumar e as diversas possibilidades de investir o dinheiro em atividades saudáveis e prazerosas.  Também destacou-se a busca pelo tratamento, que é ofertado de forma gratuita pelo SUS.

Nesse ano, o tema da campanha é “Tabaco: Ameaça ao Nosso Meio Ambiente”. Com o objetivo de conscientizar sobre o impacto ambiental do tabaco, desde o cultivo, passando pela produção, a distribuição e os resíduos, o que pode promover uma razão adicional para o abandono do tabaco.

Os socioeducandos responderam de forma bem participativa durante toda a atividade, socializando situações vivenciadas em família, em que o tabaco representou experiências negativas, visando desestimular a curiosidade e o consumo do produto.

Foto Tabaco SJC

 

PALESTRA SOBRE A DENGUE NO CASEP DE SÃO JOSÉ DO CEDRO


Os adolescentes do Casep de São José do Cedro participaram de uma palestra sobre o combate do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

A palestra aconteceu de acordo com Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Adolescente em Conflito com Lei em Regime de Internação e Internação Provisória (PNAISARI).

Na palestra, foram repassadas informações aos socioeducandos quanto à anatomia do mosquito, a reprodução, como se transmite a doença, sinais e sintomas e formas de prevenção. No caso do Aedes Aegypti, a fêmea necessita de sangue para o amadurecimento dos ovos que são depositados separadamente nas paredes internas de objetos, próximos a superfícies de água limpa, local que lhes oferece melhores condições de sobrevivência. Em um período que varia entre sete e nove dias, a larva passa por quatro fases até dar origem a um novo mosquito: ovo, larva, pupa e adulto.

Na palestra foram apresentadas dicas de como evitar que a água da chuva fique depositada e acumulada em recipientes em que o mosquito pode se reproduzir. O adolescente Jandrei (nome fictício) falou sobre os riscos da dengue: “Só se falava da pandemia, as pessoas esqueceram a dengue."

A palestra teve como objetivo conscientizar os adolescentes sobre a importância da prevenção da doença e do combate ao mosquito Aedes aegypti, alertando-os sobre sintomas das doenças transmitidas pelo inseto, a eliminação de possíveis criadouros e os tratamentos disponíveis para dengue, zika e chikungunya. Os conhecimentos adquiridos poderão ser aproveitados e colocados em prática, também, depois do cumprimento da medida socioeducativa.

Fotos Dengue SJC

DEASE - Departamento de Administração Socioeducativa

Rua Fúlvio Aducci, 1214 – 2º Andar – Estreito
Florianópolis - SC - CEP 88.075-000 - Fone: (48) 3664-5800
Horário de Atendimento: 12h às 19h
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com