Em visita realizada ao Centro Socioeducativo Regional de Chapecó, no dia 01 de outubro de 2020, o Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima e o Adjunto, Edemir Alexandre Camargo Neto, anunciaram investimentos que somam cerca de R$ 7 milhões para o Sistema Prisional e Socioeducativo catarinense.

Na oportunidade foi anunciada a entrega de 690 coletes balísticos, que serão disponibilizados aos Agentes de Segurança Socioeducativos e autorizada a aquisição de 12 veículos para o Dease, representando um investimento de R$ 1.243.880,00 em equipamentos para as Unidades. Também foi anunciada a tramitação de uma Moção à bancada de Deputados Federais e Senadores solicitando a proposição de Legislação Federal para concessão de porte de arma aos Agentes de Segurança Socioeducativos. “Essa é uma demanda muito importante para os servidores do sistema”, destaca o Diretor do Dease, Zeno Augusto Tressoldi.

Também foi inaugurada a Horta Hidropônica da Unidade de Chapecó, construída com recursos próprios da SAP, totalizando um investimento de R$ 79.864,23. Outras duas hortas neste modelo serão construídas, em Chapecó e São Miguel do Oeste.

Fotos Chapecó

 

SISTEMA DE INFORMAÇÃO SOCIOEDUCATIVO (SISE) – UM AVANÇO NO SISTEMA SOCIOEDUCATIVO DE SANTA CATARINA

 

Fotos SISE copyNo dia 01 de outubro de 2020, também no CSR de Chapecó, foi inaugurado o SISE - Sistema de Informação Socioeducativo, desenvolvido pelo Agente de Segurança Socioeducativo do DEASE - Richard Pigatto Monteiro em parceria com o também Agente de Segurança Socioeducativo - Gilberto Volpato Costa.

O sistema foi idealizado vislumbrando o efetivo controle de processo de ressocialização tendo, em tempo real, todas as informações e movimentações dos adolescentes de forma integrada em todas as Unidades do Estado.

A necessidade de velocidade das informações exige um sistema informatizado de controle o qual sirva como ferramenta para os tomadores de decisão predizerem, de forma rápida e eficaz, as melhores deliberações para o funcionamento harmônico do sistema.

O SISE é um sistema 100% desenvolvido em código aberto rodando em servidores do Estado seguindo todos os protocolos de controle e segurança.

Hoje todas as 25 Unidades de atendimento socioeducativo do Estado de Santa Catarina têm disponível o acesso ao sistema para alimentação dos dados que são analisados através de ferramentas de BI (Business Inteligence) e relatórios emitidos pelo próprio sistema.

O sistema funciona através de módulos que abrangem todas as dimensões da socioeducação como educação, profissionalização, cultura, esporte, lazer, religião e convívio social além do controle efetivo de toda caminhada do adolescente dentro do sistema socioeducativo do Estado como: informações das medidas, movimentações de transferências, fugas e/ou evasões, controle da fila de espera, atividades diárias, atendimentos de saúde, atendimentos psicológicos e de assistenciais, cursos, eventos, workshops, P.I.A (Plano de Atendimento Individual), escolta e traslados, transgressões disciplinares, visitas entre outros.

O sistema também contempla módulos de auxilio administrativo como: controle de manutenções, controle de numerações de Comunicações Internas e Ofícios, banco de troca de plantões, controle de medidas protetivas, controle de vagas, avisos via e-mail entre outros. Mais recentemente foi desenvolvido o módulo de assinatura eletrônica via sistema que, assim que implantado, não será mais necessária a impressão dos relatórios diário que acarretará em significativa redução do consumo de papel e grande economia, além do aumento de velocidade e controle das informações.

 

Após muito trabalho e persistência de todos os colaboradores da Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa, no dia 23 de setembro de 2020, iniciou o plantio e cultivo de hortaliças na nova estufa de hidroponia, construída no Centro Socioeducativo Regional de Chapecó.

A construção da estufa foi uma atividade laboral desenvolvida junto com os adolescentes internados de forma totalmente segura e seguindo as regras sanitárias contra o COVID- 19 e contou com a iniciativa do Diretor do DEASE, Sr. Zeno Augusto Tressoldi, da Gerência do CSR de Chapecó, Sr. Matheus Rodrigo da Cruz e total apoio do Secretário da SAP, Sr. Leandro Lima, além do suporte de todos os servidores da Unidade.

Destaca-se que todo o material foi disponibilizado pelo Estado, através de licitação, e a construção/instalação ficou por conta da Unidade de Chapecó. A estufa de hidroponia foi instalada para cultivar em torno de 10.000 (dez mil) pés de hortaliças por mês.

A intenção é continuar utilizando as atividades da estufa de hidroponia (plantio, manejo e cultivo), como atividade laboral aos adolescentes internados que serão selecionados através do perfil na execução de atividades e comportamento dentro da Unidade.

A produção será comercializada em supermercados do município e também entre os servidores da Unidade. Destaca-se que as hortaliças serão de ótima qualidade e livre de agrotóxicos e contarão com cuidados diários do Instrutor Técnico Agrícola, Narciso Serafini.

Fotos Hidroponia

A Casa de Semiliberdade de Criciúma vem desenvolvendo diversas atividades educativas com os adolescentes da Unidade. É uma forma de promover possibilidades para um novo olhar do adolescente com relação ao futuro, além da medida socioeducativa, oportunizando espaços para a criação, atividades manuais, interação e valorização do interno.

Oficina Socioeducativa on-line

Em parceria com o CIEE – Centro de Integração Empresa Escola, a Oficina tem como objetivo proporcionar o conhecimento de como o adolescente pode elaborar seu próprio currículo, visando o mercado de trabalho. São abordados: Rede Social e Profissional, Currículo tradicional e vídeo Currículo.

Foto Semi Criciúma CIEE copy

 

Oficina de Horta Vertical

A horta vertical, como o próprio nome já diz, é uma horta desenvolvida "em pé", com  as plantas suspensas. É ótima para quem não possui espaço suficiente, mas que não abre mão de produzir seus próprios alimentos e temperos. Este tipo de horta é uma técnica de jardinagem que permite plantas, hortaliças e ervas crescerem verticalmente e serem penduradas em suportes longe do chão, como paredes e muros.

Foto Semi Criciúma horta

 

Oficina de Marcenaria

Esta Oficina tem por objetivo ampliar o conhecimento do socioeducando além dos muros do Sistema Socioeducativo, oportunizando sua melhoria socioeconômica no egresso com noções básicas de marcenaria,  como preparar a madeira, lixar e pintar. 

Foto Semi Criciúma marcenaria

 

Oficina de Música

A oficina de música visa a construção e o aprimoramento do conhecimento musical, intelectual e técnico dos adolescentes envolvidos.

Foto Semi Criciúma música

 

Oficina de Panificação

“Debulhar o trigo

Recolher cada bago do trigo

Forjar no trigo o milagre do pão

E se fartar de pão...”

A Oficina de panificação tem o objetivo de profissionalizar os socioeducandos ensinando-lhes técnicas como higiene na manipulação de alimentos, tipos de pães e cucas, preparação de massas, salgados e doces. Aprender panificação pode contribuir para a renda familiar ou mesmo melhorar a alimentação dentro da sua família.

Foto Semi Criciúma panificação

 

Oficina de Jardinagem e Artesanato

O projeto de jardinagem e artesanato configura-se como um importante instrumento colaborador do processo de cumprimento da medida socioeducativa, com vistas à ressocialização. Nesse sentido, espera-se que o adolescente se aproprie dos conhecimentos trabalhados, compreendendo-os como uma maneira de desenvolver habilidades, que oportunizem o seu ingresso no mercado de trabalho e também que possam contemplá-lo, enquanto sujeito, que busca apropriar-se de novas oportunidades e novas formas de acessar a vida em sociedade.

Foto Semi Criciúma vasos

DEASE - Departamento de Administração Socioeducativa

Rua Fúlvio Aducci, 1214 – 2º Andar – Estreito
Florianópolis - SC - CEP 88.075-000 - Fone: (48) 3664-5800
Horário de Atendimento: 12h às 19h
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com